domingo, 12 de agosto de 2007

A minha experiência com a queda do cabelo


Já foi há uns meses que fiquei sem cabelo. Decidi relatar aqui essa experiência, que penso que poderá ajudar outras pessoas que estejam a passar por isso, ou que virão a passar.

Eu tinha o cabelo comprido, bastante mesmo. Já não o cortava há uns 7 meses...
Assim que fui fazer o primeiro tratamento de quimioterapia, as enfermeiras do hospital dia disseram-me que, na maioria dos casos, o cabelo cai ao fim de 15 dias após o primeiro tratamento. Comecei a mentalizar-me para isso...
Cortei o meu cabelo pelas orelhas mesmo à risca, ao fim de 15 dias. A minha cabeleireira ficou surpreendida por eu querer um corte mais curto. Nestes anos, eu sempre queria apenas escadear o cabelo ou fazer umas franjas. Expliquei-lhe a situação. Ela fez-me um corte muito giro.
Logo a seguir, uns dias depois, comecei a ver cabelos na almofada, na roupa, no chão. Parecia que tinha virado uma gata!
Fui com a minha mãe a uma casa de cabeleiras. A menina lá disse-me que o cabelo estava mesmo a cair, e melhor era rapar a pento 1 e sair de lá com uma cabeleira. Não quiz rapar logo, mas acabei por comprar uma cabeleira e sai de lá com ela já posta. Sinceramente, não gostei. Acho que comprei um pouco à pressão.
Nesse mesmo dia, cheguei a casa e pedi ao meu namorado que me cortasse o cabelo. Ele cortou-me com pente 4, e não é que fiquei toda gira?! Gostei imenso de me ver com cabelo super curto. Só dizia, que se soubesse, já teria rapado antes.
O cabelo continuou a cair, e passado uma semana, ele rapa-me a pento 0. Pronto, fiquei oficialmente careca! Não me senti mal.
Nunca usei a dita cabeleira. Uso lenços, tenho de várias cores, e foi uma grande desculpa para ir às compras.
Não ter cabelo não foi traumatizante para mim. O que mais me custou e ainda custa, são as falhas nas sobrancelhas e a ausência de pestanas. Eu era tão pestanuda... Tive que me habituar e uso uns truques de maquilhagem para disfarçar. Não saio de casa sem os olhos pintados, e todos os dias conjugo o lenço de acordo com a minha roupa.
Gaja que é gaja, tem de estar sempre linda.
Pela minha experiência, aconselho a cortar logo o cabelo. Acho que a transição faz-se melhor.
Os meus cabelos estão a voltar aos poucos, já desde junho, mais ou menos. Alguns mais fracos que outros. Também só acabei a quimio há umas 5 semanas. Acredito que brevemente, os meus lenços irão com o vento...

8 comentários:

isa- retratoiluminado disse...

Ola linda. A eperiencia da carecada tambem não me foi muito dificil. Há sempe a nostala de como era antes, mas havemos de lá chegar novamente.
A mim o cabelo começou a cescer ainda antes de acabar a quimio, um mês antes...cresce num instante.
A propósito um beijo pelo te aniversario dos 30 e muitos beijos pelos muitos que irás fazer ainda...por esse futuro imenso.
Isa.

isa- retratoiluminado disse...

Isto é que foi falta de caracteres!....então é assim:
experiencia da carecada
nostalgia de como era antes

bye...

Anónimo disse...

ola loulou...
é verdade que a fase do cabelo cair, n é facil, mas infelizmente faz parte do processo de cura.Já percebi que diagnosticaste o cancro aos 30 anos, eu foi aos 35...conta-nos como foi.
Não sei se já sabes mas temos um cfazinho q frequentamos...que é o msn depois do jantar, onde nós trocamos experiencias.
um beijinho e que tudo vá correndo bem.
isabelguerreiro.blogs.sapo.pt
isa

Anónimo disse...

olá loulou, se tiveres mns, e quiseres, manda-me o teu endereço para
isabelguerreiro05@sapo.pt
beijos
obrigada
isabel guerreiro

Joaninha disse...

E tu és linda :)

Alda disse...

Quando rapei o cabelo as lágrimas caíram...
Fui forte em tudo por que passei, mas a carecada mexeu comigo.
Agora tenho muito cabelo, é só caracóis. Já cortei tres vezes e os caracóis, continuam. Nunca estamos contentes...
Com o tempo ficará mais liso! O importante é realmente já ter cabelo, e sentir-me bem.
Um beijinho

Bunzinha disse...

Oi Loulou tudo bem,
Fiquei contente por saber que descobriste que ficar careca não é assim tão mau. Eu nunca tive cancer mas já rapei a cabeça várias vezes, acho q te lembras disso. Pensa assim, pelo menos não tens q te preocupar com salões (hã tu nunca gostaste de salões hehehe). Amiga beijo de saudades, que corra tudo bem. Aqui em Luanda os teus amigos continuam a rezar por ti. Beijo

Loulou disse...

Bunzinha amiga,

Que bom saber de ti. Andas desaparecida no msn. Espero que esteja tudo bem contigo, minha linda.
Obrigada pelas palavras lindas.

Beijos de saudades