quarta-feira, 22 de agosto de 2007

E o óscar vai para...





Estava a faltar um post sobre o filme que mais me marcou até agora: E tudo o Vento Levou!
Um filme excepcional, um filme tão à frente do seu tempo que parece ter sido produzido ontem. Ele possui todos os ingredientes de um bom filme: uma bela história, uma brilhante direcção, um excelente argumento, um elenco impecável e uma maravilhosa fotografia.


"... Tara! ... Lar. Irei para o meu lar e pensarei numa forma de tê-lo de volta! Afinal, amanhã é um novo dia!"

4 comentários:

laura disse...

......
Olá Lou-lou.

Já perdi a conta das vezes que vi esse filme, e sempre que o revejo é como se fosse a primeira vez.

Nao consigo perceber a razão de não passarem filmes tão lindos que deliciariam os mais velhos e seguramente encantariam os mais novos. Eu não sou saudosista e aceito tudo o que é novo, mas que os filmes modernos não me atraem é uma constatação. Vejamos, quanto tempo estão os filmes em cartaz?
Quando procuramos algum que nos parece bom... já passou...


Alguns dos do passado do Rosselini, do Cecil B. de Mile do Minelli, da Silvana Mangano, da Ingrid Bergman,
Sofia Loren, Anna Magnani, Sir Laurence Olivier e nunca mais acabava......
E o que era curioso, embora as cenas de amor não fossem explicitas conseguiam ser muito mais eróticas do que os filmes que se produzem hoje com sexo total.

Eu penso assim... ninguém precisa de concordar comigo.

O tema do cinema, dava para grandes tertúlias!

Beijinhos e vai preparando a toilette! bjs. laura

Manuela disse...

Eu também sou fã da Scarlett O'Hara e da sua inconsciente força de vida:

Hoje não tenho tempo para pensar nisso. Amanhã penso!

E fazia-o, e ultrapassava os obstáculos, alguns era ela própria que os criava. Mesmo depois de se cometer imensos erros, é sempre possível levantar a cabeça, sacudir o pó da roupa e avançar!

isa- retratoiluminado disse...

Sem duvida um bom actor e atraente até dizer chega. Gosto muito dos filmes dele. A primeira vez que vi este filme "e tudo o vento levou" deveria ter assim uns 15 anos e pensei "grande seca"...a parte de fazer vestidos com os cortinados para ir visita-lo à prisão, foi a que mais me entusiasmou "pensei logo nas cortinas lá de casa, nunca se sabe"...anos mais tarde fiquei fã... tudo estava bem no devido lugar naquele filme...e as emoçoes ao rubro, concordo com a Laura.

Obrigada Loulou, este tema dava para desenvolvermos por ai fora, mas quero agradecer-te pela resposta à pergunta que te fiz, vou experimentar a partir de hoje...

Isa.

Alda disse...

Um excelente filme.

Também é um dos meus preferidos.

Loulou uma beijoca.